Frases para reflexão


22.08.2015

Conheça-se a si mesmo...
Guarde um pouco do seu tempo, apenas para si,
Para fazer o que gosta,
Para "conversar" consigo mesmo,
Para escutar o seu coração,
Para prestar atenção ao seu corpo,
aos eventuais sinais de cansaço físico, mental, emocional,
Aproxime-se, mais um pouco de si mesmo...
A vida está a acontecer...
Em si e através de si...
Não a ignore, não a rejeite, não a negligencie...
Porque não há nada mais importante....

Conheça-se a si mesmo,
Na simples observação,
No silêncio, nas pausas, nas meditações, nas mudras,
Na compreensão dos conteúdos da sua própria mente,
Nos relacionamentos, nas frases que profere, nos gestos e atitudes,
Na forma como caminha, como se senta,
Como sorri, como abraça...
Como se entrega à Vida...
Apenas, hoje, não siga atrás de nada, nem de ninguém...
"SEJA", apenas...
E já agora... pratique um sorriso, não se preocupe, não se zangue, seja grato, bondoso e trabalhe honestamente...
Porque o mais importante, agora, é SER FELIZ! Sendo-o....

20.07.2015




19.07.2015



18.07.2015




12.07.2015

Símbolos, padrões, códigos, imagens, teorias, ideologias condicionaram a nossa forma de pensar, de agir, de reagir, de nos relacionarmos...
Vivemos separados, uns dos outros, enredados nessa espécie de "cerca de segurança", medindo e avaliando gestos, palavras e condutas sociais...

Para preencher o "vazio", a dor, o sofrimento, procuramos modelos, métodos, copiamos "caminhos" que, nos trarão, apenas, uma paz e tranquilidade fugazes...

Depois, decorrido o tempo do "enamoramento" e da "ofuscação" por um modelo ou método novo...voltamos ao "velho ponto", ao mesmo "ponto de partida": o mesmo vazio pungente...que cuidávamos já ter desaparecido...

Nos caminhos da "espiritualidade", encontramos, aqui e ali, gente que se deixa ofuscar...e que quase "cega" com uma nova técnica, um novo método...que, venderão, como um novo "produto comercial"...

Mas,
Nem tudo o que lemos é a verdade...
Nem tudo o que nos dizem é a verdade...

E se "cegarmos"...deixaremos de ver a luz...
E sem luz...viveremos nas trevas...

Somos seres inteligentes, espirituais, sencientes...
mas, não somos livres...

Em particular, na área dita da "espiritualidade", enquanto acatarmos "cegamente" todos os ensinamentos dos livros e dos mestres...sem neles refletirmos, nem investigarmos, por nós próprios...
jamais, saberemos quem, verdadeiramente, SOMOS...

Como pode aquele que pensa, acreditar nos seus próprios pensamentos...se desconhece quem "É" o próprio "pensador"?

Enquanto não refletirmos, por nós próprios...

Enquanto não colocarmos à margem todas as crenças, convicções, tradições e tantos, mas tantos outros, lugares comuns...
o nosso encontro com a VERDADE será, continuamente, adiado...

E os nossos pensamentos serão confusos...

Apenas, hoje...arrume a sua "casa" e para além da sua forma física e do seu nome que o identifica na sua individualidade...
procure, investigue, para saber quem, verdadeiramente, "É"...

O Reiki foi - sem o saber, inicialmente - a "porta" que me permitiu iniciar essa "investigação"...
E, há anos que investigo...

E, sinceramente...não creio, que esta investigação venha, um dia, deste tempo terreno, a ter fim...

Mas, decerto, iniciar o processo do autoconhecimento permitiu-me compreender melhor a VIDA e a MORTE...

E enfrentá-las, a ambas, nos seus momentos mais "difíceis"...

Porque há circunstâncias da VIDA, para as quais, jamais, estamos preparados...e que, ninguém, deveria ter de passar...

O autoconhecimento não é um método, uma técnica, ou um processo de "entretenimento"...
é um caminho para nós próprios e para o UNIVERSO...

Cuide de si!

«Existem momentos na vida da gente, em que as palavras perdem o sentido ou parecem inúteis e, por mais que a gente pense numa forma de empregá-las, elas parecem não servir.
Então a gente não diz, apenas sente.» Sigmund Freud






10.07.2015




***************




Poderão o sofrimento e o amor coexistir?
A dependência, o medo, o ciúme, a posse e o domínio sobre outrem, não são AMOR...


Onde há AMOR, não há oposto, nem conflito...

O Amor sente-se com a alma...
Está fora do tempo,
Do pensamento...
E perdura pela eternidade...


O AMOR não perdoa...
Porque jamais se ofende...


Nesta sociedade perdeu-se a compreensão do seu significado...
Porque uma mente confusa, fragmentada, confunde...
distorce, tece equívocos...


E repetem-se as deceções...
Chamamos-lhe "karma"...


Mas, sem AMOR...
a vida não acontece, 
torna-se vazia e estéril...

AMAR é estar em comunhão com o "todo"...


Banalizada a "palavra", desprovida de significado...
A palavra AMOR, desancorada, é propalada, por muitas vozes,
Mas, não se sente o seu eco, nem a sua vibração...
E não sobrevive ao tempo,


Por isso, tantas vezes, as relações humanas se extinguem como a chama de um ténue fogacho...

O AMOR é a morada de DEUS, 
DEUS é AMOR,


E onde existe AMOR,
Existe DEUS,


E onde existe DEUS,
existe harmonia...heart emoticon

MJV
09.07.2015
**********************************

26.05.2015


«Doutor, por favor, não acredite que a sua medicina é a única cura. Às vezes, a compaixão também pode curar um câncer.”
Uma história tibetana de cura:
O Vento Que Sopra Pelas Flores - Lee Paton - 11/05/2001

“Há vários anos atrás, em Seattle, Washington, vivia um refugiado tibetano de 52 anos de idade.

"Tenzin", é como vou chamá-lo, foi diagnosticado como portador de uma forma de linfoma das mais fáceis de curar.

Ele foi internado num hospital e recebeu a primeira dose de quimioterapia. Mas durante o tratamento, este homem normalmente gentil tornou-se agressivo e irritado; arrancou a agulha intravenosa do seu braço e negou-se a cooperar.

Gritou com as enfermeiras e discutiu com todos ao seu redor.

Os médicos ficaram desconcertados.

A esposa de Tenzin falou com o pessoal do hospital. Ela contou que
Tenzin foi um prisioneiro político dos chineses por 17 anos.
Eles haviam matado a sua primeira esposa e Tenzin fora, repetidamente, torturado e brutalizado durante todo o tempo em que esteve preso.

As normas e regulamentos do hospital, juntamente com a quimioterapia, haviam feito recordar a Tenzin todo o sofrimento que passou nas mãos
dos chineses.

"Eu sei que vocês querem ajudá-lo," - disse ela - "mas ele se sente torturado pelo tratamento. Ele volta a sentir ódio internamente – da mesma maneira que os chineses o fizeram sentir. Ele prefere morrer do que viver com o ódio que ele está a sentir agora. E, segundo as nossas crenças, é muito ruim ter tamanho ódio no coração na hora da morte.

Ele precisa estar apto para rezar e limpar o seu coração."

Assim, o médico dispensou Tenzin e recomendou a uma equipa da clínica de repouso para ir visitá-lo em sua casa.
Como eu era a enfermeira encarregada de cuidar dele, entrei em contato com um representante da "Amnistia Internacional" para pedir-lhe conselhos.

Ele me disse que a única forma de sarar o trauma da tortura era "falar a respeito" dele: - "Essa pessoa perdeu a sua confiança na humanidade e sente que a esperança é impossível."

Mas, quando eu encorajei Tenzin a falar sobre as suas experiências, ele ergueu as suas mãos e me fez parar.
E disse-me: "Preciso aprender a amar de novo se eu quiser curar a minha alma. A sua tarefa não é fazer perguntas...a sua tarefa é ensinar-me a amar novamente."
Respirei profundamente e perguntei-lhe: - "E como eu posso fazê-lo amar de novo?"

Tenzin respondeu prontamente:
- "Sente-se, tome o meu chá e coma dos meus biscoitos."
O chá tibetano é um chá preto forte, coberto com manteiga de iaque e sal. Não é fácil bebê-lo! Mas, foi o que eu fiz.

Por várias semanas, Tenzin, a sua mulher e eu, sentámo-nos juntos e tomámos chá.

Nós também conversámos com os médicos para achar formas de tratar as suas dores físicas. Mas era a sua dor espiritual que deveria ser diminuída.

Cada vez que eu chegava, via Tenzin sentado de pernas cruzadas na sua cama, recitando preces dos seus livros.

Com o passar do tempo, a sua mulher foi pendurando mais e mais ‘thankas’, bandeirolas budistas coloridas, nas paredes.

Em pouco tempo, o quarto parecia um colorido templo religioso.

Na chegada da primavera, eu perguntei-lhe o que os tibetanos faziam quando estavam doentes na primavera.

Ele abriu um grande sorriso e disse: "Nós nos sentamos e aspiramos o vento que sopra pelas flores."

Eu pensei que ele estava falando poeticamente, mas as suas palavras eram literais. Ele explicou que os tibetanos fazem isso para serem pulverizados com o pólen das novas flores carregadas pela brisa.

Eles acreditam que esse pólen é um potente medicamento.

No primeiro momento, achar muitas flores parecia um pouco difícil. Mas, um amigo sugeriu que Tenzin visitasse algumas floriculturas locais. Eu liguei para o gerente de uma floricultura e expliquei-lhe a situação.

Sua reação inicial foi: "Você quer o quê???" Mas quando eu expliquei melhor o meu pedido, ele concordou.

Então, no final de semana seguinte, eu peguei Tenzin, sua esposa e as suas provisões para a tarde: chá preto, manteiga, sal, chícaras, biscoitos, almofadas e livros de preces.

Deixei-os na floricultura e combinei pegá-los às 17 horas.

No outro final-de-semana, visitamos uma outra floricultura.

E mais outra no terceiro fim-de-semana.

Na quarta semana, eu comecei a receber convites das floriculturas para Tenzin e sua mulher lá voltarem novamente.

Um dos gerentes disse: "Nós temos uma nova remessa de nicotianas e lindas fuchsias…ah, sim! E temos belas dafnias. Eu sei que eles vão adorar o perfume das dafnias! E eu quase me esqueci! Temos uns novos bancos de jardim que Tenzin e sua esposa vão adorar!"

No mesmo dia, outra floricultura ligou dizendo que eles tinham recebido birutas coloridas para Tenzin saber em que direção o vento soprava.

Logo, as floriculturas estavam a competir pelas visitas de Tenzin.
As pessoas começaram a importar-se com o casal tibetano.

Os empregados arrumavam os móveis de frente para o vento.
Outros traziam água quente para o chá.
Alguns fregueses regulares deixavam os seus carrinhos de compras próximos do casal.
E no final do verão, Tenzin voltou ao seu médico para novos exames e determinar o desenvolvimento da doença.

Mas... o Doutor não achou nenhuma evidência de câncer.

Ele estava "abobalhado" e disse a Tenzin que ele simplesmente não sabia explicar aquilo.

Tenzin levantou o seu dedo e disse-lhe:

 - "Eu sei porque o câncer se foi. Ele não podia mais viver num corpo tão cheio de amor.
Quando eu comecei a sentir a compaixão das pessoas da clínica, dos empregados das floriculturas, e todas essas pessoas que queriam saber de mim, eu comecei a mudar por dentro.

Agora, eu me sinto afortunado por ter a oportunidade de ser curado dessa forma.

Doutor, por favor, não acredite que a sua medicina é a única cura. Às vezes, a compaixão pode também curar um câncer.”




Texto copiado do Bodhisattva

*******

23.05.2015

“Sou uma pessoa normal, penso o tempo todo. Mas tenho a mente treinada. Isso quer dizer que não sigo os meus pensamentos. Eles vêm, mas não afetam nem a minha mente, nem o meu coração.”
Quando um paciente chega para a consulta, como o senhor sabe qual é o problema?
R – Olhando como ele se move, a sua postura, o seu olhar. Não é necessário que fale nem explique o que se passa. Um doutor de medicina tibetana experiente sabe do que sofre o paciente a 10 m de distância.
Mas o senhor também verifica os seus pulsos.
R – Assim obtenho a informação de que necessito sobre a saúde do paciente. Com a leitura do ritmo dos pulsos é possível diagnosticar cerca de 95% das enfermidades, inclusive psicológicas. A informação dada por eles é precisa como um computador. Para lê-los, é necessária muita experiência.
E depois, como realiza a cura?
R – Com as mãos, o olhar e preparados de plantas e minerais.
Segundo a medicina tibetana, qual é a origem das doenças?
R – Nossa ignorância.
Então, perdoe a minha, mas o que entender por ignorância?

R – Não saber que não sabe. Não ver com clareza. Quando vemos com clareza, não temos que pensar. Quando não vemos claramente, colocamos o pensamento para funcionar. E, quanto mais pensamos, mais ignorantes somos, mais confusão criamos.
Como posso ser menos ignorante?

R – Vou ensinar um método muito simples: praticando a compaixão. É a maneira mais fácil de reduzir os pensamentos. E o amor. Se amamos alguém de verdade, se não o queremos só para nós, aumentamos a compaixão.
Que problemas percebe no Ocidente?
R – O medo. O medo é o assassino do coração humano.
Por quê?
R – Porque, com medo, é impossível ser feliz e fazer felizes os outros.
Como enfrentar o medo?
R – Com aceitação. O medo é resistência ao desconhecido.
Como médico, em que parte do corpo vê mais problemas?
R – Na coluna, na parte baixa da coluna: as pessoas permanecem sentadas tempo demais na mesma posição. Com isso, se tornam rígidas demais.
Temos muitos problemas.
R: Acreditamos ter muitos problemas, mas, na realidade, nosso problema é que não os temos.
O que isso quer dizer?
R – Que nos acostumamos a ter nossas necessidades básicas satisfeitas, de modo que qualquer pequena contrariedade nos parece um problema. Então, ativamos a mente e começamos a dar voltas e mais voltas sem conseguir solucioná-la.
Alguma recomendação?
R – Se o problema tem solução, já não é um problema. Se não tem, também não.
E para o estresse?
R – Para evitá-lo, é melhor estar louco.
???
R – É uma piada. Mas não tão piada assim. Eu me refiro a ser ou parecer normal por fora e, por dentro, estar louco: é a melhor maneira de viver.
Que relação o senhor tem com sua mente?
R – Sou uma pessoa normal, penso o tempo todo. Mas tenho a mente treinada. Isso quer dizer que não sigo meus pensamentos. Eles vêm, mas não afetam nem minha mente, nem meu coração.
O senhor ri muito?
R – Quando alguém ri nos abre seu coração. Se você não abre seu coração, é impossível entender o humor. Quando rimos, tudo fica claro. Essa é a linguagem mais poderosa que nos conecta uns aos outros diretamente.
O senhor acaba de lançar um CD de mantras com base eletrônica, para o público ocidental.
R – A música, os mantras e a energia do corpo são a mesma coisa. Como o riso, a música é um grande canal para nos conectar com o outro. Por meio dela, podemos nos abrir e nos transformar: assim, usamos a música em nossa tradição.
O que gostaria de ser quando ficar mais velho?
R: Gostaria de estar preparado para a morte.
E mais nada?
R – O resto não importa. A morte é o mais importante da vida. Creio que já estou preparado. Mas, antes da morte, devemos nos ocupar da vida. Cada momento é único. Se damos sentido à nossa vida, chegamos à morte com paz interior.
Aqui vivemos de costas para a morte.
R: Vocês mantêm a morte em segredo. Até que chegará um dia em sua vida em que já não será um segredo: não será possível escondê-la.
E qual o sentido da vida?
R – A vida tem sentido e não tem. Depende de quem você é. Se você realmente vive sua vida, então a vida tem sentido. 
Todos têm vida, mas nem todos a vivem. 
Todos temos direito a sermos felizes, mas temos que exercer esse direito. 
Do contrário, a vida não tem sentido.
Entrevista-a-lama-Tulku-Lobsang



22.05.2015

Dedicado a ti...com AMOR...



*****

20.05.2015

«Lembre-se que nenhuma relação é um total desperdício de tempo.

Pode sempre aprender algo sobre si mesmo.»

Brown H. Jackson



*****

15.05.2015




10.05.2015

Por Gibran Khalil Gibran (livro "O profeta")

Uma mulher disse: "Fala-nos da Dor."

E ele respondeu:
"Vossa dor é o quebrar da concha que encerra vossa compreensão.
Como a semente da fruta deve se quebrar para que seu coração apareça ante o sol, assim também deveis conhecer a dor.
Se vossos corações pudessem se manter sempre maravilhados com o milagre diário de vossas vidas, vossa dor não vos pareceria menos maravilhosa que vossa alegria;

E aceitaríeis as estações de vosso coração, como sempre aceitastes as estações que passam sobre vossos campos.

E esperaríeis com serenidade durante os invernos de vossa aflição.
Muitas de vossas dores vós mesmos as escolhestes.
É o remédio mais amargo com o qual vosso médico interior cura o vosso Eu doente.

Portanto, confiai no médico, e bebei seu remédio em silêncio e tranqüilidade:
Porque sua mão, embora pesada e dura, é guiada pela suave mão do Invisível.

E a taça que ele vos dá, embora queime vossos lábios, foi fabricada com o barro que o Oleiro umedeceu com Suas lágrimas sagradas."


******
09.05.2015

Para além de todas as técnicas, do acumular de conhecimentos, da auto importância e da procura de poder pessoal que encontramos em cada rosto e a cada esquina ...

É preciso resgatar a sensibilidade humana...
E essa sensibilidade... alcança-se no "tocar" de cada coração...
Essa sensibilidade existe e vivifica-se na expressão de sentimentos e emoções...

Permitemos que as lágrimas se soltem e fluam...
E nos permitam ver onde os outros não veem...
Sentir onde outros não sentem...

E que cada lágrima seja capaz de tocar mais e mais corações...
Porque enquanto o coração daqueles com quem conversamos não for atingido...
Todas as palavras resultarão estéreis...e nada significarão...
E nenhuma mudança ocorrerá...

Resgatar a sensibilidade é preciso...

Porque é preciso que, um após outro, nos devolvamos a nós próprios... 
E que a luz do sol e a energia da cor do arco íris se manifeste em cada coração...





*******

08.05.2015




NÃO precisamos de fórmulas, doutrinas, teorias ou técnicas 

para sermos gentis e amáveis...


Basta sê-lo...


E a mudança, simplesmente, acontece...






******


06.05.2015

«Vive o Dia de Hoje!

Não penses para amanhã.
Não lembres o que foi de ontem.

A memória teve o seu tempo quando foi tempo de alguma coisa durar. 

Mas tudo hoje é tão efémero. 

Mesmo o que se pensa para amanhã é para já ter sido, que é o que desejamos que seja logo que for. 

É o tempo de Deus que não tem futuro nem passado. 

Foi o que dele nós escolhemos no sonho do nosso absoluto. 

Não penses para amanhã na urgência de seres agora. 

Mesmo logo à tarde é muito tarde. 

Tudo o que és em ti para seres, vê se o és neste instante.

Porque antes e depois tudo é morte e insensatez.

Não esperes, sê agora.

Lê os jornais. 

O futuro é o embrulho que fizeres com eles
 ou
 o papel urgente da retrete quando não houver outro.»


Vergílio Ferreira (in "Escrever")

Apenas, HOJE...VIVO!


*****

05.05.2015




04.05.2015

Os grandes guerreiros preparam-se para as grandes batalhas...

«Nisto erramos: em ver a morte à nossa frente, como um acontecimento futuro, 
enquanto grande parte dela já ficou para trás.
Cada hora do nosso passado pertence à morte.»

(Séneca - Cartas a Lucílio)








03.05.2015




29.04.2015


«Os nossos corpos são os nossos jardins...as nossas vontades são os jardineiros.»

William Shakespeare


- E que tal, lançar os ombros para trás, respirar profundamente e olhar para o Sol?





26.04.2015



25.04.2015





22.04.2015



21.04.2015





08.04.2015



01.04.2015




21.03.2015


heart emoticonA verdadeira essência do Reiki está no autoconhecimento. heart emoticon
A verdadeira essência do Reiki está no autoconhecimento.

Por isso, não basta, nunca será suficiente ter, apenas, o conhecimento das técnicas, história, princípios ou filosofia.

Quando empreendemos a jornada do autoconhecimento...os livros deixam de ter importância...

Porque havemos de ter intérpretes, intermediários, ou comentadores dos ensinamentos, se podemos, cada um de nós, caminhar até à FONTE?

As bases dos ensinamentos de Reiki devem, contudo, ser fortes, sólidas e de confiança, para que nos permitam crescer sobre elas...

Porque havemos de acender e pretender ser uma pequena vela na escuridão se há uma LUZ imensa dentro de nós?

Mas, uma das coisas mais dificeis é ter uma paixão constante e imensa nesse processo de autoconhecimento...que provavelmente, não terá fim...

Como em qualquer processo de autoconhecimento, havemos de, em liberdade, buscar a VERDADE para além dos nossos pseudos conhecimentos, reservas, condicionamentos, ou de qualquer tipo de manipulação mental...

Por isso... «APENAS HOJE, TRABALHO, COMIGO, HONESTAMENTE.»






15.03.2015


Será que, algum dia, aprenderemos a VIVER sem medos?

Permitimos, tantas vezes, que o MEDO fixe residência na nossa mente e no nosso coração...


Temos MEDO de viver...


MEDO de morrer...


MEDO de nos relacionarmos...
MEDO de amar...
MEDO de nos expormos...
MEDO de SER quem somos...
MEDO de sermos mal interpretados...
MEDO de sermos traídos, enganados...





08.03.2015

O mundo que construímos e onde vivemos é um mundo onde se cultiva o intelecto,
  mas... de coração vazio...

Se olharmos à nossa volta...
Temos essa sensação de que se perdeu por aí....
o "toque da Vida"...

É preciso reavivar a sensibilidade,
o sentido de ternura pela Natureza, 
porque...

«O manto da VIDA cobre todas as coisas.»

Apenas, hoje, dia da Mulher, vamos sentar-nos a apreciar a beleza do Sol, das árvores, do céu, das estrelas
 e da própria VIDA...

MJV
 



27.02.2015






12.02.2015






28.01.2015




12.01.2015




11.01.2015

09.01.2015


03.01.2015


29.12.2014


28.12.2014




06.12.2014


29.11.2014


25.11.2014


20.11.2014

15.11.2014


10.11.2014


09.11.2014





08.11.2014


06.11.2014


31.10.2014


27.10.2014


24.10.2014


21.10.2014




15.Out.2014


14 Out.2014



11.Out.2014


09. Out. 2014





08. Outubro 2014

07.Outubro.2014


Reflexão em 25.09.2014 de um ser humano em "desconstrução"...


Reflexão em 24.09.2014:





******************

«Somos o último elo da humanidade.

Somos o elo que ficou, a energia que resta dos nossos ancestrais...
No nosso ADN e na nossa consciência está indelevelmente registado 
o "livro da humanidade".
E escutem bem: se soubermos como lê-lo…Não dependeremos, jamais, de ninguém.»

Maria João V.



“Aquilo que pedimos aos céus, na maioria das vezes,
 encontra-se nas nossas mãos.”


*****
“Onde vão as minhas mãos segue o meu olhar e onde vai o meu olhar ali deposito meu pensamento que é o broto da minha emoção”.
Ditado Indiano

*******
«O que «somos» nós?

«Só aquilo que somos realmente tem o poder de curar-nos.»
Carl Jung





"Se queres curar o mundo, não emanes medo - emana amor." 

Ram Dass




***

“Aprenda a teoria o melhor que você possa, mas depois deixe-a de lado quando você estiver em contato com a maravilha de uma alma viva”. 

Carl Jung

***


"Os humanos e todos os seres vivos são uma coalescência de energia num campo mais vasto de energia que conecta todas as coisas. 
Este campo pulsante de energia é o motor central do nosso ser e da nossa consciência, o Alfa e o Ómega da nossaexistência. «O campo», tal como Einstein em tempos disse sucintamente, «é a única realidade»."

- Lynne McTaggart, O Campo: A Força Secreta que Move o Universo



***
"Não estamos aqui para curar as doenças. 
São as doenças que estão aqui para nos curar a nós." 


Carl Gustav Jung


***
"Se você quer descobrir os segredos do Universo, 
pense em termos de energia, frequencia e vibração." 

(Nikola Tesla)


*****


“Nada lhe posso dar que já não exista em você mesmo. 
Não posso abrir-lhe outro mundo de imagens, além daquele que há em sua própria alma.
 Nada lhe posso dar a não ser a oportunidade, o impulso, a chave. 
Eu o ajudarei a tornar visível o seu próprio mundo, e isso é tudo.” 

Herman Hesse

*****



“Por que lutar para abrir uma porta entre nós quando a parede inteira é uma ilusão?” 

(Rumi)


****




"Às vezes, penso que eu se fosse uma magnólia, iria querer ser um laranjeira;
Se fosse uma águia, iria querer ser um cavalo;
Se fosse um quadro, iria querer ser uma fotografia.
 Esqueço-me que devo ser o que sou.
 Pela evidência de ser o único que posso ser, só quando gostar disso é que posso sentir e passar felicidade.
Fico a pensar que perdemos tempo demais em querer dar laranjas, em galopar velozmente ou em ser o clarão de um instante supremo. 
Cada qual deve acabar por pegar a própria vida nos braços
e beijá-la".

Arthur Miller



*****

« Se você acreditar que tem mil anos, você tem mil anos. 


A realidade não está fora, ela está dentro. 
Uma semente por exemplo, pode ser guardada por mil anos, mas ela só vai crescer se você a plantar. Esta mesma semente pode até dar origem a toda uma floresta. 

O crescimento é interno e a natureza se expande em direção ao que flui e ao que você acredita.

O tempo é uma realidade que não esta fora de si e só quem olha para dentro enxerga a preciosidade da vida.

Pensamentos são sementes que se materializam somente se plantadas no coração.
Tanto para o mal ou tanto para o bem, não existe uma lei específica.
Você colhe o que planta na profundidade do que acredita.»

Rhenan Carvalho



****

"REIKI, É A ARTE SECRETA DE CONVIDAR A FELICIDADE" 


(MIKAO USUI)

***
«Para fora e para além de ideias sobre o que está certo e o que está errado, existe um campo. 
Encontrar-me-ei contigo aí.» 
Sufi Rumi
***

*

*

«OS SERES HUMANOS COMPREENDERAM QUE O QUE ELES PODEM TOCAR, CHEIRAR, VER E OUVIR É MENOS DE UM MILIONÉSIMO DA REALIDADE.»
ALBERT EINSTEIN (1955)

*

- “É PARTE DA CURA O DESEJO DE SER CURADO." (SÊNECA)

"O homem está sempre disposto a negar tudo aquilo que não compreende.”
 Blaise Pascal


*

"As pessoas gastam uma vida inteira buscando pela felicidade; procurando pela paz. Elas perseguem sonhos vãos, vícios, religiões, e até mesmo outras pessoas, na esperança de preencherem o vazio que as atormenta. A ironia é que o único lugar onde elas precisavam procurar era sempre dentro de si mesmas.”
Ramona L. Anderson


*


*

 

- Para beber vinho numa chávena cheia de chá é necessário, primeiro, deitar fora o chá para depois beber o vinho.
 «Beber Chá


Temos que estar totalmente despertos para apreciar o chá como deve ser.
Temos que estar no momento presente.
Apenas com a consciência no presente, as nossas mãos podem sentir o agradável calor da chávena. Apenas no presente podemos apreciar o aroma, sentir a doçura e saborear a delicadeza.
Se estamos a lembrar o passado ou preocupados com o futuro, perdemos por completo a experiência de apreciar a chávena de chá. Olharemos para a chávena e o chá terá já terminado.
A vida é assim.
Se não estamos totalmente no presente, quando olharmos à nossa volta esta terá desaparecido.
Quando pararmos de pensar no que já aconteceu, quando pararmos de nos preocupar com o que poderá nunca vir a acontecer, então estaremos no momento presente.
Só então começaremos a experimentar a alegria de viver...»

 (Contos Zen)
* 

- “APRENDEI A CURAR-VOS COM QUEM APRENDESTES A AMAR.” (OVÍDIO)


Seguidores